A jogada genial de Sérgio Moro que deixou o STF caído

A jogada genial de Sérgio Moro que deixou o STF caído

O juiz Sergio Moro decretou a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na tarde desta quinta-feira (5). Moro determinou que Lula se apresente até as 17h de sexta (6) à Superintendência

Leia tudo

O juiz Sergio Moro decretou a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na tarde desta quinta-feira (5). Moro determinou que Lula se apresente até as 17h de sexta (6) à Superintendência da Polícia Federal no Paraná, em Curitiba. O petista foi condenado a 12 anos e 1 mês de prisão pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no caso do tríplex do Guarujá (SP).

O que poucos notaram é que o ministro do STF Marco Aurélio Mello afirmou nesta quinta-feira (5) que na próxima quarta (11) levará para decisão do plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) um pedido de advogados para impedir a prisão de condenados em segunda instância.

Estrategicamente o juiz Sérgio Moro já solicitou a prisão de Lula imediatamente, teoricamente, a ideia seria evitar que a prisão em segunda instância fosse revogada por causa da intervenção de Marco Aurélio. Caso o STF modifique a jurisprudência revogando a ideia de prisão em segunda instância, será o fim da Lava Jato e o país mergulhará em uma profunda nova era de impunidade; nomes, tais como, Sérgio Cabral, Marcelo Odebrecht, José Dirceu, José Genuíno e todos os criminosos de colarinho branco seriam soltos instantaneamente.

Com a prisão de Lula, se o STF agir a favor da revogação da prisão em segunda instância, deixarão claro que o fazem para beneficiar o condenado petista.A ideia de revogar a prisão em segunda instancia é tão absurda, que nenhum político será preso até que seja exaurido todos os recursos, podendo levar de 20 a 30 anos; o que é surreal para as pessoas que querem justiça. Criminosos de baixa renda não teriam acesso a tais recursos, sendo apenas um privilégio entre os poderosos.

O Juiz Sérgio Moro, inteligentemente, luta contra o STF para evitar a impunidade; defronta a opinião pública e permite que a lei seja para todos; já o STF, leniente com criminosos de colarinho branco, procuram sempre relativizar a constituição para privilegiar os mais endinheirados.

Recentemente o Juiz realizou uma entrevista para o canal cultura pelo programa "Mesa Redonda", lá ele fez um elogio e ressalva sobre a ministra Rosa Weber; especialistas afirmam que o comentário do juiz de primeira instância ajudou a ministra rever seu voto. Outra jogada extraordinária do juiz foi ter levando a questão, em caso da revogação de prisão em segunda instancia, de um eventual decreto feito pelo presidente. A entrevista tomou destaque em todos os jornais do país.