Bambam confessa uso de anabolizantes, conta como ganhar o BBB e revela ter multiplicado prêmio

Bambam confessa uso de anabolizantes, conta como ganhar o BBB e revela ter multiplicado prêmio

encedor da primeira edição do BBB, Kléber Bambam esteve no Morning Show da Rádio Jovem Pan.Durante a entrevista, ele foi questionado se toma anabolizantes. “Eu tomo de tudo. Sabe porquê? Porque

Leia tudo


Vencedor da primeira edição do BBB, Kléber Bambam esteve no Morning Show da Rádio Jovem Pan.Durante a entrevista, ele foi questionado se toma anabolizantes. “Eu tomo de tudo. Sabe porquê? Porque eu

Durante a entrevista, ele foi questionado se toma anabolizantes. “Eu tomo de tudo. Sabe porquê? Porque eu estou no mercado que todo mundo toma, se eu não tomar eu fico para trás. Se eu estou no mercado eu tenho que ser de verdade igual os caras, como eu sou de verdade e falo a verdade, o papo é um só: eu tomo tudo”.Além disso, ele afirma que já multiplicou em 10 vezes o prêmio que ganhou no BBB, na época R$ 500 mil. “Tem que girar o dinheiro, o dinheiro foi feito para girar. Agora se girar errado…”, comenta o modelo.

“Vamos dar um exemplo. Sabe quem vai ganhar dinheiro rapidinho agora? A Jojo (Todynho). Acertou a música. Agora você me pergunta, porque ela vai fazer esse dinheiro? Por causa do instagram. Porque ela virou na rede social, o Luciano Huck postou”, declara.Bambam também contou como vencer o BBB: “Você tem que ser paciente, ter tolerância, ter jogo de cintura, não se meter muito nas brigas, e acima de tudo você tem que ser extrovertido e legal, o público tem que gostar de você, não tem o cara marrento que vai vencer ou a pessoa em cima do muro”, diz.“Na realidade tem que vencer o que jogou. O Marcos do último BBB, ele merecia ganhar o programa, a Emily também merecia, mas ele dava as opiniões, não ficava em cima do muro o tempo todo. Você tem que tentar evitar briga, mas depois que você entra tem que participar de verdade”, opina.O artista também conta como seria com redes sociais na época em que ele venceu. “Eu teria 20 milhões de seguidores, tenho certeza. Eu não vivo mais desse mundo artístico. Nessa nova geração alguns se deslumbram com a rede social. As vezes eu saio na rua com alguns Youtubers que tem 10 milhões de seguidores e ninguém sabe quem é. A imagem da pessoa não tem tanto engajamento e solidez. É meio ‘fake’, ela vive um pouco do momento e dos seguidores serem de 8/9 a 15 anos, o que não é um público vendável”, explica.