Neonazista de extrema esquerda passa vergonha ao descobrir que é 19% negro em programa de TV

Neonazista de extrema esquerda passa vergonha ao descobrir que é 19% negro em programa de TV

Para ironizar a situação, a apresentadora chamou-o de "Hey, brou" (Aí, mano) e disse que ele tinha um pouco de negro dentro de si. Em resposta, Cobb ignorou os cumprimentos de Trisha.

Leia tudo

Craig Cobb, um supremacista branco que deseja transformar a cidade de Leith, em Dakota do Norte (EUA), em uma comunidade branca, descobriu na última sexta-feira (8), em um programa norte-americano, que é 19% negro.
 
No talk show da apresentadora Trisha Goddard, da NBC, Cobb recebeu um teste de DNA que revelou traços genéticos da África Subsaariana.

Quando a apresentadora começou a ler o resultado, a outra convidada, que era negra, começou a rir descontroladamente ao ouvir que Cobb era 81% europeu.
 
Para ironizar a situação, a apresentadora chamou-o de "Hey, brou" (Aí, mano) e disse que ele tinha um pouco de negro dentro de si. Em resposta, Cobb ignorou os cumprimentos de Trisha.

O Ativista democrata de extrema-esquerda não gostou do resultado do teste e em nota afirmou que o teste era improcedente e que não condizia com a verdade "Como um teste de DNA pode determinar a procedência étnica de uma pessoa? Eu não concordo!"

O teste de ancestralidade é um procedimento muito comem e com 99% de assertividade  em muitas clínicas de genealogia genética distribuídos no mundo, recorrem o mesmo princípio do teste de DNA para testes de paternidade, portanto muito confiável.