Roger inverte escolhas de Cuca e promove renegados no Palmeiras

Roger inverte escolhas de Cuca e promove renegados no Palmeiras

O técnico Roger Machado levou o Palmeiras às cinco vitórias seguidas no começo de temporada ao ir na contramão do último efetivado no cargo antes dele, Cuca. A equipe construiu a série positiva no

Leia tudo

O técnico Roger Machado levou o Palmeiras às cinco vitórias seguidas no começo de temporada ao ir na contramão do último efetivado no cargo antes dele, Cuca. A equipe construiu a série positiva no começo do Campeonato Paulista ao dar confiança a quem havia sido renegado anteriormente.
O maior exemplo desse processo é o volante Felipe Melo. Afastado por Cuca após grave desentendimento e reintegrado meses depois, o jogador se tornou fundamental na equipe atual e é o atleta com mais desarmes realizados entre todos os participantes do Campeonato Paulista, com 18. Ele também tem sido importante nos lançamentos e assistências, como uma dada para Dudu na vitória sobre o Bragantino.

A dupla de zaga também é personagem dessa transformação. Antônio Carlos teve poucas chances com Cuca e fez só nove partidas pelo time em 2017, assim como Thiago Martins, que acabou emprestado ao Bahia em setembro do ano passado sob aval do então treinador da equipe. Cuca manifestou à diretoria na ocasião não ter a intenção de utilizar o defensor.

No ataque o colombiano Borja começa a diminuir os questionamentos sobre as suas atuações. Colocado na reserva por Cuca, o jogador ganhou chance de se fixar no time ainda no ano passado, com o interino Alberto Valentim, e iniciou 2018 em alta, com dois gols marcados. O último deles foi no domingo, no clássico com o Santos.

Por outro lado, as escolhas de Roger fizeram antigos titulares perderem espaço. Concorrente de Borja, Deyverson ficaria na reserva mesmo que não estivesse machucado. Os zagueiros Luan e Juninho são outros exemplos. O primeiro foi titular na era Cuca e o outro, deixou o Coritiba e chegou ao clube por indicação do antigo técnico. Atualmente, os dois têm sido reservas.
 - Fonte: Estadão