Soldados da PM do Rio participam de tiroteio, matam bandidos e serão afastados por causa dos Direitos Humanos

Soldados da PM do Rio participam de tiroteio, matam bandidos e serão afastados por causa dos Direitos Humanos

A Delegacia de Homicídios do Rio (DH), órgão ligado à Polícia Civil, está investigando as mortes de oito pessoas após confronto entre policiais do Batalhão de Choque (BPChq) e traficantes na manhã

Leia tudo

A Delegacia de Homicídios do Rio (DH), órgão ligado à Polícia Civil, está investigando as mortes de oito pessoas após confronto entre policiais do Batalhão de Choque (BPChq) e traficantes na manhã deste sábado, 24, na comunidade da Rocinha, na zona sul da cidade.

De acordo com informações preliminares, no período da manhã, seis pessoas baleadas foram socorridas e levadas para o Hospital Miguel Couto, mas não resistiram e faleceram. Já no inicio desta á no inicio desta tarde, outros dois corpos foram transportados por moradores até a passarela que liga a favela à Vila Olímpica da Rocinha, onde ficaram até a chegada da perícia.

Os policiais militares estão sendo ouvidos pelo direitos humanos. As armas dos policiais militares envolvidos no tiroteio serão apreendidas e os PM's serão afastados. Mais cedo, a Polícia Militar havia informado a morte de sete bandidos após confronto em uma região da favela conhecida como "Roupa Suja", além da apreensão de um fuzil, sete pistolas e duas granadas.

De acordo com a PM, a equipe do Batalhão de Choque foi atacada no início da manhã, durante um patrulhamento de rotina. Moradores da comunidade, no entanto, postaram em redes apreensão de um fuzil, sete pistolas e duas granadas. De acordo com a PM, a equipe do Batalhão de Choque foi atacada no início da manhã, durante um patrulhamento de rotina.

Moradores da comunidade, no entanto, postaram em redes sociais que desde o início da manhã a PM estaria procurando o assassino do policial Filipe Santos de Mesquita, da UPP Rocinha, assassinado no dia 21. Um forte tiroteio tomou conta da região e o Centro de Operações Rio sugeriu que motoristas utilizassem rotas alternativas às vias próximas à Rocinha.